Music



Não, eu não sou uma cantora fabulosa nem toco violão tão bem, mas a música é parte de mim, está no meu sangue e faz com que eu me mova, sonhe e busque! Às vezes penso até que eu poderia saber mais se meu avô tivesse continuado com a banda que ele tinha, e se meu pai não tivesse parado de cantar...até hoje não entendi o que um músico tão bom faz parado. 
Cantei alguns anos da Igreja Católica, participei de festivais, ganhei confiança e depois parece que tudo evaporou quando tive que mudar de cidade. O fato de não cantar mais, apesar de não ser tão boa assim, me dói muito porque é uma das coisas que me traz realização, isso tudo é estranho porque sei que é algo meio irrealizável na minha vida, não estou sendo pessimista, mas de certa forma acho que  no meu caminho quando  tudo estava dando certo, e eu me dedicava quase que por inteira à música,  fui deixando pessoas passarem por cima de mim.
Quando criança eu queria ser jornalista e queria cantar também, sempre cantava na escola, gravava músicas com meu pai. Hoje vejo que tudo ficou guardado no meu coração, e como é bom relembrar, como é bom saber que fiz tantas coisas legais e que através da música conheci muita gente, preservei canções como tatuagem no meu corpo, e senti melodias me atravessarem suavemente, aliás, ainda sinto.
Não sei se um dia vou voltar a cantar, mas tenho muita vontade de sentir de novo aquele friozinho na barriga antes de se apresentar, do compromisso de estudar as músicas e do compasso que meu coração batia cada vez que uma canção saía por meio da minha voz.

imagem by we heart it





Return




Decidi voltar porque vi o quanto esse cantinho tem importância pra mim. Como prometi, voltei com palavras mais doces, voltei mais segura e determinada. Escrever está mais em mim do que sempre pensei, por isso foi tão difícil ficar longe daqui, mas eu estava realmente precisando ficar um pouco longe de tudo. 
Nesse período distante viajei, estudei, li algumas coisas e recebi muito carinho do meu amor-Will, com quem  divido toda minha vida e me sinto segura o bastante pra ser a menina mais feliz do mundo.
E é assim, sendo a menina mais feliz do mundo que estou voltando, e pretendo nunca mais ficar distante porque nas palavras me encontro, me sinto em paz.


"Palavras apenas
Palavras pequenas
Palavras, momento"
[Cássia Eller]

imagem by we heart it




Seguidores

I like

Postagens populares