Pray for Japan ♥


Do outro lado do mundo nossos irmãos precisam mais do que nunca da nossa ajuda. O que aconteceu por mais distante que tenha sido, é de nossa importância SIM, e é de nossa responsabilidade e amor ao próximo querer ajudar seja como for. 
Vocês já pararam pra pensar quão bobas são nossas procupações diárias? Nos preocupamos se temos internet em casa, se vai dar pra ir ao show que queremos, se aquela viagem com os amigos vai rolar, se aquele gatinho(a) vai querer ficar com a gente, se vamos conseguir vaga no cabeleireiro e no dermatologista, se vai dar tempo ir à academia, se vamos conseguir passar  naquela prova importante da universidade, enfim, nos preocupamos com tanta coisa boba! Será que não está na hora de nos preocuparmos com o que há de mais importante no mundo: a vida e o amor?
No lugar mais desenvolvido do mundo pessoas estão sem água, sem comida, e o que é pior: sem algumas das pessoas que mais amaram ao longo da vida porque as perderam de uma das formas mais cruéis possíveis. Por isso lhes peço, que independente da crença de cada um, vamos passar energias positivas para esse povo. Reze, ore, dê um pouquinho do amor que sei que existe aí dentro de você, e distribua da melhor forma possível e que puder para essas pessoas. 
Eles não sabem que nós existimos e que vamos fazer isso, mas sem dúvidas a alma e o coração deles vai sentir paz e conforto pelas nossas orações. Que tudo se resolva rápido, que nossos irmãos japoneses saiam dessa renovados e fortes.

imagem by we heart it





Guitar


Tenho tocado mais no meu violão do que quando comecei a aprender, onde é insaciável a vontade de tocar a primeira música. Acho que esse apego todo se deve a tudo que está acontecendo na minha vida, e é na música onde encontro paz, onde posso falar o que estou sentindo, o que eu gostaria de gritar para o mundo.
Não conheço ninguém tão refletida em músicas como eu nesse exato momento. Forró, pagode, gospel, sertaneja, romântica... não importa qual, mas elas estão falando tanto por mim, e meu violão sorri tanto quando me vê passar o dia com ele que acabo aliviando se não toda, pelo menos boa parte da minha dor, da minha luta.


"Estou cada vez mais bossa-nova,
espiritualmente sentado num banquinho,
com o violão no colo. Deus, como eu
quero paz."
[Caio Fernando Abreu]

imagem by we heart it




Seguidores

I like

Postagens populares