Lucky



Sério mesmo, independente do que acontecer ou não, minha Semana Santa vai ser maravilhosa e nenhum sobrevivente desse mundo vai impedir meu objetivo, ok?! Tô tão cansada de tanta coisa, de tanta gente, que  o que eu mais preciso é esquecer de tudo por uns dias e tentar viver um pouco.
Quero me encontrar, sair, conversar... quero  coisas normais e sorte. E que venha pra mim e para vocês toda a sorte do mundo SEMPRE!

"Eu só preciso levar a vida,
eu só preciso desfocar do sonho
que me deixa míope
e enxergar além"
[Tati Bernardi]





Sálvame



Aconteceu uma coisa bem chata sexta-feira na aula de Inglês e desde então não ando me sentindo muito bem. Parece que me falta alguma coisa, e de repente me veio a pergunta do porque eu estar aqui. Será que é realmente necessário passar por tudo isso?
Sei que sempre fui carente, mas não desse jeito, a ponto de sentir falta de alguém pra cuidar de mim. Logo eu que sempre fui tão reservada, precisando de uma pessoa pra me ouvir desabafar? Não queria chegar ao ponto que cheguei onde as pessoas que eu mais amo estão longe, onde gosto de quem não se importa com isso nem comigo, onde todo mundo parece brincar com minha cara, onde só aparece gente chata pra me aborrecer e onde choro sozinha por ser tão complicada, tão criança pra esse mundo.
O pior de tudo é a incerteza que sinto. Afinal, quando essa tempestade vai passar? Quando é que alguém vai estar do meu lado e dizer um eu te amo verdadeiro? Quando é que alguém vai ser capaz de enfrentar comigo tantos problemas? Quando é que eu vou achar o meu lugar?
Eu não aguento mais ficar assim sozinha, triste e recolhida no meu próprio mundo. Tô impaciente principalmente com meu coração, o coitadinho tá tão remendado que um passo em falso e ele se acaba de vez. E reconstruir coração é uma coisa que dá trabalho e preguiça, apesar de tudo o que ainda mais acredito nesse mundo é amor. O que chamo de amor antes que meio mundo me interprete mal não é só de namorado, mas também de amigos, de família, enfim... o amor em geral é capaz de resgatar muita coisa, e seria capaz de me salvar também.
Ando me sentindo velha...dezenove anos e me sinto velha! Ok, vou explicar porque. Não gosto da palavra "ficar", não gosto de amigo só pra balada, não gosto de gente insistente e chata, não gosto que invadam meu espaço, roubem minha paz, e me ofereçam falsa companhia, e pra ficar melhor gosto de tudo o que a maioria das pessoas que convivo diariamente não gostam. Mas minha parte mais velha é achar esse mundo estranho, tanta coisa que esse povo faz e acha que tá abalando me faz sentir um ET. Talvez se eu tivesse nascido no século XIX  as coisas seriam mais fáceis pra mim.
Mas também não é por todos esses motivos que vou desistir de mim, já estou aqui mesmo não é? Então vamos lá, viver e procurar melhorar enquanto não aparece ninguém pra andar de mãos dadas comigo. Até porque desistir também me dá uma preguiça danada.

"Você pode tentar se esconder
você pode pensar em fugir
você pode tentar entender
mas você nunca vai descobrir
de onde vem, para onde vai
se é que vem  de algum lugar
se tem um mentor a causa da dor
que os homens não querem sentir
Os livros não vão explicar
a ciência não vai combater
não há cura nenhuma que vá funcionar
contra o mal que vai nos abater
Eterno repouso, só uma passagem,
ninguém vai voltar e dizer
que a dor de viver não precisa crescer
mas os homens preferem mentir
Não há como negar, virá e não restará ninguém
Será que sou o próximo a ir além?
E quem irá compartilhar a dor de ter
que me deixar levar?
E quem irá chorar se eu for embora?"

[Banda Thimy]





Mais além.




Hoje pela manhã acompanhei a pregação da Déia, missionária da TV Canção Nova, que tem seu trabalho bem voltado para o mundo jovem com o programa "Bem Da Hora", e com suas músicas falando de amor, família, amigos e tudo o que rodeia a adolescência. Me emocionei bastante com tudo que ela falou, pensei muito e depois fui ouvi-la cantando, aquelas músicas que gosto tanto pareciam que hoje estavam sendo mais minhas do que nunca, era como se Deus quisesse me dizer alguma coisa em especial .
Comecei a pensar na solidão em que me encontro, na paixão que estou sentindo e nos meus atos. Pude  perceber que o amor que eu quero viver vai mais além do que estamos acostumados a ver por ai. Quero alguém que segure a minha mão e trilhe o mesmo caminho como forma de companheirismo. Quero alguém que se importe com o que escrevo, falo, creio e sinto, e não alguém que só busque diversão sem compromisso. 
Namoro é um assunto sério e que já sofri muito tentando fazer as coisas darem certo, querendo atropelar tudo e todos para que fosse real. Mas agora vejo que amor de verdade a gente constroi aos poucos, e que ele vem na hora certa, na hora que Papai do Céu encontra alguém que nos faça bem e que nós vamos retribuir as mesmas sensações a outra pessoa. 
Eu realmente não sei o que vai acontecer com a história que estou vivendo, mas depois de uma conversa e depois de ouvir a Déia, me sinto mais calma, mais segura e confiante. Afinal amores virão sempre, mas alguém vai fazer a diferença, alguém vai vir para me aproximar mais de Deus com seu amor. Não sei se vai acontecer agora com minha paixão, ou se mais tarde, mas vou sentir mais além quando isso acontecer e me transformar.

"Mas o verdadeiro amor vai mais além...
quero pra mim

um amor assim

que me aproxime do querer de Deus
quero saber o que é ter alguém que acredita em mim"
[Bem da Hora]

imagem by we heart it










O coração da Princesa



Não, eu não me acho a rainha das tragédias, coitadinha, nem nada disso. Muito pelo contrário, apesar da fragilidade que nós pessoas românticas possuímos, me acho muito forte, até porque não é todo coração que aguenta tanto amor, tanto sentimento de uma vez só, tanta coisa junta que me faz feliz e que machuca.
Até tentei não me apaixonar, fui resistente enquanto pude, mas como não se apaixonar por uma pessoa que tem um sorriso tão lindo, é tão gentil, e que até a respiração me faz respirar junto? Juro que fui resistente, tentei não ir, demorei responder... e o que aconteceu? Onde pensei que meu coração não fosse ficar ele ficou, e   está por lá mesmo, bem quietinho esperando pelo próximo beijo, abraço, sorriso e respiração. Aiai, gente apaixonada, aliás gente que ama demais é sempre tão piegas não é ? Mas fazer  o quê? É o que tem pra hoje! (E no meu caso é o que sempre vai ter).
Por que cargas d'água eu tinha que me apaixonar por você? Logo eu que tava me sentindo tão feminista e querendo exterminar todos os homens da face não da terra, mas pelo menos do meu território... Ah mas com você foi tão diferente que toda minha armadura se transformou em um vestidinho de verão, alegre e todo florido esperando pra sair de mãos dadas com você por aí.
Agora eu tô aqui sem saber o que vai ser da gente, o que vai ser de mim e do meu coração. Em que estado o danado que bate forte por você  vai ficar? Só você pode dizer isso, afinal quem mandou pegar ele todinho pra você e não deixar nenhuma pontinha pra eu sentir que ainda é meu? Mas sabe de uma coisa? Morro de vontade que você me peça pra cuidar dele de vez, já que ele está mesmo com você até que seria uma boa idéia. ;)

"Não adianta tirar da cabeça quem se alojou 
no coração. Não adianta fingir que não sente
na tentativa de  passar a não sentir.
E quer saber? Te  amo. Te amo de um jeito
que eu tento explicar  e não sei.   
Palavra fica presa. Engasgo, afogo e uso
palavras pela metade. Na hora H sempre
falta uma vogal. Mas  quer, de novo, saber?
Meu coração nunca foi pela metade:
sempre foi inteirinho seu. Plim."
[Clarissa Corrêa]




Seguidores

I like

Postagens populares